quarta-feira, 13 de julho de 2011

Mulheres sedentárias têm mais chances de ter embolia pulmonar

O sedentarismo aumenta o risco das mulheres de apresentar embolia pulmonar, uma causa comum de doenças cardíacas, segundo uma pesquisa publicada nesta segunda-feira na revista britânica British Medical Journal (BMJ).

O estudo, liderado por Christopher Kabrhel, do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, aponta que as mulheres que permanecem sentadas durante longos períodos de tempo têm entre duas e três vezes mais chances de sofrer embolia pulmonar do que aquelas que levam uma vida ativa.

A embolia pulmonar, cujo sintoma mais comum é a dificuldade para respirar, se dá quando um coágulo de sangue formado nas veias de uma perna se desprende, percorre o fluxo sanguíneo e chega até os pulmões.

Outros estudos já haviam avaliado a relação entre a atividade física e a embolia pulmonar, mas há poucos dados sobre o assunto. Kabrhel e seus colegas do hospital estudaram o estilo de vida de 69.950 enfermeiras durante um período de 18 anos que tiveram que responder um questionário a cada dois anos.

Os especialistas descobriram que o risco de embolia pulmonar era mais de duas vezes maior nas mulheres que passavam grande parte do tempo sentadas (mais de 41 horas por semana fora do horário de trabalho) em relação às que passavam menos de 10 horas sentadas por semana.

Os pesquisadores também levaram em conta fatores como idade, índice de massa corporal e hábitos como o fumo. Os autores sugerem na publicação que as campanhas de saúde pública sobre os riscos do sedentarismo podem ajudar na redução dos casos de embolia pulmonar.

Da EFE, site Terra, via Portal da Ed. Física
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ideias.

Postagens Recentes: