sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Perfil: Prof. de Ed. Física Escolar

Descrição do Cargo
Atua planejando, ministrando e avaliando atividades físicas para as diversas séries escolares (as 8 séries do 1º. Grau e as três do 2º.), dentro do projeto Pedagógico da instituição e consoante com as diretrizes administrativas e técnicas para cada idade. Normalmente possui todas as atribuições, direitos e deveres dos demais professores da escola.
Formação Básica
Ensino Superior em Educação Física com Licenciatura Plena em Curso de 4 anos ou Licenciatura de Graduação Plena em 3 anos (pela Resolução 02/2002 do CNE/CP).
Formação Adicional
Pós-graduação Stricto Sensu em área de concentração relacionada com Educação dá muitos pontos na avaliação profissional e o credencia para ascensão profissional dentro da escola (Coordenação Pedagógica, Diretoria). Cursos mais curtos de especialização e atualização devem ser feitos a intervalos não superiores a dois anos.
Mercado de Trabalho
Bastante competitivo e aviltado em seus vencimentos, seja na rede pública seja na privada. Na rede pública a regra é, além dos baixos salários, condições adversas de trabalho (pouco material, pouco espaço, etc.). Nas escolas particulares a situação só é melhor nas escolas mais tradicionais e mais estruturadas. É preciso VOCAÇÃO.

Aspectos Favoráveis: Para quem gosta de trabalhar com crianças e jovens, e de trabalho multidisciplinar é um trabalho dos mais gratificantes. É uma atividade muito diversificada e criativa, comportando interfaces muito interessantes com outras áreas e atividades complementares como passeios, demonstração, desfiles, etc.

Aspectos Desfavoráveis: Sem dúvida a baixa remuneração. Com raras exceções, é comum o profissional ter mais de um emprego para auferir uma boa renda, e mesmo assim muitos acabam abandonando a área justamente para ganhar um pouco melhor em outras.
Características Pessoais
Gostar do trabalho com crianças e jovens, motivador, criativo e paciente.
Estratégias de carreira
Vida acadêmica: Há cursos de atualização acessíveis já aos estudantes. Em Congressos, sempre há palestras, painéis e mesas redondas sobre o tema. Neles você deve, além de acumular conhecimento, ir se inteirando das novidades e das tendências da carreira. Dê toda importância às disciplinas ditas pedagógicas (Didática, Pedagogia, Psicopedagogia) e procure inteirar-se das leis que regulam esta atividade (a LDB principalmente). Adquira sólidos conhecimentos de Crescimento e Desenvolvimento. Para estagiar, procure boas escolas, como boa infra-estrutura e corpo docente mais consistente, mesmo que elas sejam um pouco mais longe ou que tenham condições de atuação mais duras.

Vida profissional: O mais interessante é você se agregar a escolas especializadas nesta atividade, nem que inicialmente seja como mero auxiliar e que a remuneração seja baixa. Nesta fase, procure apreender dos profissionais com mais experiência e sucesso não só os aspectos técnicos da aula em si, mas também suas técnicas de abordagem, solução de problemas e enfrentamento de imprevistos. Nunca se isole, dando importância às atividades globais da escola como feiras, festas, passeios, campanhas, gincanas e todas as atividades extra-classe de cunho educativo. Envolva-se e participe, pois isso lhe trará o reconhecimento de pais e alunos e o respeito dos colegas. Pesquise constantemente novos conhecimentos e novas atividades e dinâmicas, utilizando-as de modo a tornar suas aulas menos repetitivas e mais motivantes. Mantenha sempre um currículo atualizado com foto para ser impresso e enviado o mais rápido possível sempre que surgir a oportunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ideias.

Postagens Recentes: