sexta-feira, 25 de março de 2011

O POVO lança curso - Olimpíada e cidadania

É com o objetivo de qualificar os profissionais de educação física que foi lançado o projeto “Olimpíada e Cidadania”. A iniciativa é uma parceria da Fundação Demócrito Rocha e do Ministério do Esporte. O tema central será a preparação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, junto com a formação de atletas e cidadãos. O lançamento do projeto será às 17 horas, na presidência do Grupo de Comunicação O POVO. O ministro do Esporte, Orlando Silva, será representado por Vicente José de Lima Neto, chefe de Gabinete do Ministério.
O projeto inclui aulas por fascículos impressos e DVDs. Será utilizada a tecnologia do ensino a distância, que também inclui ferramentas, como hotsite, linha 0800 e videoaulas. O curso terá início em abril e tem como público-alvo os profissionais de educação física inscritos no Conselho Regional de Educação Física da 5ª Região (Cref 5), professores de educação física das escolas públicas e universitários da área. Podem participar alunos dos estados do Ceará, Maranhão e Piauí, estados que fazem parte do Cref 5. 


O vice-presidente do Grupo de Comunicação O POVO, João Dummar Neto, destaca que a ação visa levar qualificação ao profissional e despertá-lo para a função importante que ele tem nesse processo esportivo, já que o País abrigará vários eventos da área nos próximos anos. “Os atletas que competirão nas Olimpíadas em 2016 hoje têm 12, 13, 15 anos. Quem fará esse caminho de formação do atleta e do cidadão? O profissional de educação física”, justifica Dummar Neto. 


Ricardo Catunda, coordenador pedagógico do projeto, cita que, dentre os assuntos abordados nos fascículos, estão a história do esporte, o esporte no Brasil, o marketing esportivo, os jogos olímpicos, a pedagogia esportiva, as políticas públicas para a área e os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Ele enfatiza que a qualificação do profissional é fundamental para participar das oportunidades que aumentam no mercado de trabalho.

Os 12 fascículos do projeto são escritos por profissionais de educação física, acrescenta Antonio Pádua Soares, presidente do Cref 5. Ele lembra que 10 mil pessoas devem participar do curso. Além disso, os profissionais receberão o fascículo em casa. Os alunos terão o material na coordenação do curso em que estudam.

ENTENDA A NOTÍCIA

O profissional de educação física precisa ser consciente da importância que a função dele tem para o universo do esporte, para a formação do atleta e do cidadão. Com tantos eventos esportivos sendo sediados no Brasil, haverá a necessidade de mais profissionais qualificados.

 SAIBA MAIS

 O nome do projeto é “Olimpíada e Cidadania - Qualificação Integrada dos Profissionais de Educação Física na formação de atletas e cidadãos”.

 Além dos fascículos impressos e dos DVDs, haverá 10 seminários com a participação de atletas olímpicos em cada um deles.

 Os seminários serão no Maranhão (São Luís, Imperatriz, Caxias), no Piauí (Teresina, Picos e Parnaíba) e no Ceará (Caucaia, Quixadá, Juazeiro do Norte e Sobral).

 O Congresso Olimpíada e Cidadania – O papel dos profissionais de educação física no Projeto Olímpico Brasileiro ocorrerá em Fortaleza (junho).

 O curso terá a duração de 160 horas/aula e será fornecido certificado de participação.

 O processo é gratuito. Serão 12 fascículos, semanais, e seis DVDs, distribuídos nas aulas pares. 
Mais informações : http://www.fdr.com.br/olimpiadaecidadania/ 

Fonte: jornal O POVO, retirado do site do CREF 5,  http://www.cref5.org.br/detalhe_saibamais.php?id_noticia=149
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe conosco suas ideias.

Postagens Recentes: